Josemar Araújo - logo - JA                                    
                  Livros                
                                           
    J A   Publicações   Legislação   Livros   Conteúdo   Mídia   Acessibilidade   Obras e Links   Contato   Início    
                                             
                                             
   

MISTURADAS:

  Descrições da Segregadora Inclusão Educacional das Pessoas com Deficiência    
   

Capa do Livro: Misturadas: Descrições da Segregadora Inclusão Educacional das Pessoas com Deficiência - Josemar Figueiredo Araújo.


Álbuns de Fotos do dia do Lançamento deste Livro

Livro Impresso:

Compre na Amazon esta Edição Eletrônica em  EBook
- Leia em qualquer Dispositivo pelo Aplicativo Kindle.

Compartilhar no facebook
 
 

O Professor Josemar Araújo lançou o livro “Misturadas: Descrições da Segregadora Inclusão Educacional das Pessoas com Deficiência”. Nesta obra, o acesso das pessoas deficientes às escolas regulares, com base em dispositivos criminais, foi analisado a partir da crítica de algumas visões teóricas sobre o papel social da escola. Após considerar diferentes modelos conceituais relativos ao termo deficiência, o autor abordou os paradigmas educacionais e os dispositivos jurídicos que envolvem a educação dos deficientes. O cerne do problema consiste em saber se o direito penal e a proposta pedagógica inclusiva podem se completar no tocante à garantia de acesso das pessoas com deficiência às escolas regulares. O autor chama ainda a atenção para os resultados da política de inclusão educacional desenvolvida no Brasil, verificada a existência de escolas que se recusam a receber crianças com deficiência, de escolas que recebem os de¬cientes apenas para evitar as punições criminais a seus responsáveis, e das que, de fato, fazem da inclusão um compromisso, esta obra identifica os “efeitos colaterais” do uso de certas normas de cunho penal com objetivo de promover inclusão escolar.


Sumário:

Capítulo I: Educação e escola;
Capítulo II: Deficiência: aspectos corporais, sociais e jurídicos;
Capítulo III: A educação da pessoa com deficiência;
Capítulo IV: Contornos legais da inclusão educacional das pessoas com deficiência no Brasil;
Capítulo V: Os comandos inclusivos rígidos;
Capítulo VI: As partes do processo de inclusão educacional;
Capítulo VII: A inclusão em números;
Capítulo VIII: Para além dos comandos inclusivos rígidos.

Características:

ISBN: 9788546212781

Autor: Josemar Figueiredo Araújo
Editora: Paco Editorial
Edição: 1ª Edição
Área: Educação
Idioma: Português
Ano de Publicação: 2018
Número de Páginas: 324
Acabamento: Brochura
Formato: 16 x 23 cm
 
Compre na Livraria da Travessa
 
Compre na Curta Livros
 
Compre na Editora Paco Editorial
 
Compre na Amazon
 
   
   
   
   

Recontando:

  leituras em gênero, inclusão e Direitos HumanoS - Volume II    
   

Capa do Livro: Recontando: leituras em gênero, inclusão e Direitos Humanos - Volume II

Compartilhar no facebook

  O Professor Josemar Araújo e seus alunos lançaram o livro “Recontando: Leituras em Gênero, Inclusão e Direitos Humanos - Volume II”. Os Direitos Humanos não precisam ser estudados apenas a partir de uma perspectiva jurídica. Com esta percepção, os autores desenvolveram as resenhas que compõem este trabalho. As obras consagradas que foram resenhadas têm em comum o fato de tratarem de temas sensíveis aos Direitos Fundamentais. Assim, o racismo, a opressão da mulher e a escravidão sexual, entre outros, foram estudados através da literatura de ficção e não-ficção.

   “Aprender deve ser algo que traga alegria e satisfação ao estudante e ao educador. O Projeto Repaginar se propõe a ser um espaço em que os estudantes de Direito da Universidade Veiga de Almeida possam compartilhar leituras. Ao mesmo tempo, pretende abordar temas ínsitos aos direitos humanos através da leitura de obras de ficção e não-ficção. É, portanto, um projeto para quem gosta de literatura e pretende, no âmbito da Universidade, estender seu campo de análise para além dos livros técnicos.
   A escravidão é um importante tema de estudo dentro de uma gama de assuntos abarcados pelos Direitos Humanos. As resenhas de “Escravas de Coragem”, “Diário de uma Escrava”, “Garota Oculta” e “Jardim das Borboletas” descrevem várias facetas da escravidão, seus males e suas consequências.
   Em “Escravas de Coragem” a estudante Aluá Cassiano de Lima analisou a obra de Kathleen Grissom, cuja escravidão em razão da cor da pele não foi capaz de resistir ao apreço de uma escrava branca por sua família negra, mostrando o valor da lealdade entre seres humanos. Em “Diário de uma Escrava” de Rô Mierling, analisado por Anna Caroline Pimenta Neres, a escravidão sexual - uma das formas mais antigas e ao mesmo tempo mais atuais- chama a atenção para os casos de desaparecimento forçado com fins de exploração sexual, temática semelhante à vista na obra de ficção “O Jardim das borboletas”, trabalhada por Gabriely Ribeiro Mendonça.
   Já a escravidão por dívida, ainda muito comum, sobretudo em países como o Egito, foi tema da resenha da obra “Garota Oculta” elaborada por Claudia Sampaio Candiota. Esta obra é abordada pela estudante com a preocupação de relatar as dificuldades enfrentadas por uma ex escrava para se recuperar do cativeiro. A mesma estudante, após analisar a submissão forçada, nos ajuda a refletir sobre o tema do livro “Comprada: a minha vida num harém” da autoria de Jullian Lauren. Ao contrário de “Garota oculta”, este livro descreve a exploração sexual mediante consentimento do explorado, que tem interesses nessa exploração e dela se beneficia economicamente.
   Outro tema presente neste volume é a condenação. Uma sentença judicial condenou Stacey Lannert à prisão perpétua, depois que circunstâncias familiares já a haviam condenado a sucessivos abusos sexuais. Este drama foi descrito na resenha de Gabriely Ribeiro Mendonça e Ana Carolina Reis Pimentel. “Condenada” é um relato sobre o triunfo da esperança e da justiça sobre a simples vontade de encarcerar.
   É possível dizer ainda que as drogas podem condenar o ser humano a uma vida de flagelo e de extremo sofrimento, por outro lado, a lei e o Poder Judiciário podem ser ainda mais cruéis com o usuário de substâncias entorpecentes. É o que a obra “Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada, Prostituída…” De Kai Herrmann e Horst Rieck descreve e cuja abordagem foi desenvolvida pela estudante Libna Souza.
   Uma outra modalidade de condenação a qual Isadora Sabrine Guimarães Franco nos ajuda a compreender está descrita na obra “Vozes de Tchernóbil: Crônica do Futuro”, de Svetlana Aleksandrovna Aleksiévitch. E esta condenação não vem do Poder Judiciário nem da lei, vem de circunstâncias que conduziram ao grave acidente nuclear de 1986 e que levou milhares de pessoas à morte, sem qualquer possibilidade de fuga ou de defesa.
   As resenhas que se seguem têm por finalidade convidar o leitor a compartilhar dos sentimentos que nos tocaram ao longo dessas leituras e incentivar a que essas obras sejam lidas por aquelas pessoas que, como nós, percebemos a Diversidade e os Direitos Humanos como sendo aqueles sem os quais, os demais direitos não farão sentido. Vamos juntos ler nossos direitos em casos reais, em obras de ficção e em obras de não ficção, vamos conhecê-los, vamos debatê-los, vamos acreditar neles! ” - Josemar Araújo.


ISBN: 9788590712824

Autores:
Josemar Figueiredo Araújo
Gabriely Ribeiro Mendonça
Fernanda Tomásia Jesus de Souza
Aluá C. de Lima
Anna Caroline Pimenta Neres
Claudia Sampaio Candiota
Ana Carolina Reis Pimentel
Libna Souza
Isadora Sabrine Guimarães Franco

Compre na Amazon - formato Eletrônico em Ebook
 

   
   
   
   

Recontando:

  leituras em gênero, inclusão e Direitos Humanos    
   

Capa do Livro: Recontando: leituras em gênero, inclusão e Direitos Humanos

Compartilhar no facebook

  O Professor Josemar Araújo e seus alunos lançaram o livro “Recontando: Leituras em Gênero, Inclusão e Direitos Humanos”. Os Direitos Humanos não precisam ser estudados apenas a partir de uma perspectiva jurídica. Com esta percepção, os autores desenvolveram as resenhas que compõem este trabalho. As obras consagradas que foram resenhadas têm em comum o fato de tratarem de temas sensíveis aos Direitos Fundamentais. Assim, o racismo, a opressão da mulher e a escravidão sexual, entre outros, foram estudados através da literatura de ficção e não-ficção.

   “Acredito na leitura como algo transformador, por isso procuro incentivá-la nas disciplinas que leciono. Em 2017, por ideia de Luiza Rolim (a quem começo agradecendo), nascia o Projeto Repaginar, no Curso de Direito da UVA. O Grupo de Estudos em Gênero, Inclusão, Diversidade e Direitos Humanos Com apoio da Professora Leonora Roizen Albek Oliven (a quem também agradeço) começava o Projeto que estudaria Direitos Humanos através da Literatura de ficção e não-ficção. Apresentamos agora o Primeiro livro digital do Projeto Repaginar, todo ele feito pelas alunas.
   Nossa gratidão à UVA na Pessoa do Professor Leonardo Rabelo e dos Professores Diogo Caldas Mery Chalfun Chalfun.
   Ao longo destes semestres de em que o Projeto se desenvolve, vários alunos chegaram e saíram, deixando suas contribuições. Ficam meus agradecimentos, primeiramente a Gabriely Ribeiro Mendonça e Fernanda Tomásia pela dedicação de sempre. Igualmente importantes para o resultado final, foram as alunas Bruna Santos, Ana Carolina, Elizabeth Freitas, Juliana Daiha, Karine Ferraz, Isadora Sabriine, Denise Rodrigues, Nicole Claro, Rosana Wu, Claudia Candiota,, Mara Dias, Nardine Figueiredo e Evelyn Machado.
    Por tudo que lemos, pelas emoções que vivemos e por tudo que aprendemos juntos, ficam meus agradecimentos. E se posso ainda pedir algo, peço que continuemos a fazer da leitura nossa aliada na construção do conhecimento.” - Josemar Araújo.


ISBN: 9788590712817

Autores:
Josemar Figueiredo Araújo
Fernanda Tomásia Jesus de Souza
Gabriely Ribeiro Mendonça
Juliana Daiha Borges
Karine Marques Ferraz
Denise da Fonseca Rodrigues
Isadora Sabrine
Bruna Santos
Elizabete de Freitas
Nicole Claro Moreira
Claudia Sampaio Candiota
Mara Sueli Klem Dias
Rosana Su Wu
Evelyn Fernanda Machado Góes
Nardine Figueiredo Pullig
Ana Carolina Reis Pimentel

Compre na Amazon - formato Eletrônico em Ebook
 

   
   
   
   

DEPOIS DA LEI DE COTAS:

  UM ESTUDO DOS RESULTADOS DA POLÍTICA DE INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO    
   

Capa do Livro: Depois da Lei de Cotas: Um Estudo dos Resultados da Política de Inclusão das Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho - Josemar Figueiredo Araújo.


Vídeo da Apresentação do Conteúdo do Livro pelo Autor

Álbuns de Fotos do dia do Lançamento deste Livro
 

Livro Impresso:


Compre na Amazon a 2ª Edição em EBook
- Leia em qualquer Dispositivo pelo Aplicativo Kindle.


Livrarias no Centro do Rio de Janeiro:

Livraria Cultura da Guanabara
Rua da Assembleia, 10 - Loja: G
Telefones: (21) 2224-2531 ou 2224-2621

Livraria Solário
Rua Sete de Setembro, 169
Telefone: (21) 2262-9347 ou 2507-4670
 

 

O Professor Josemar Araújo lançou o livro “Depois da Lei de Cotas: Um Estudo dos Resultados da Política de Inclusão das Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho”. Com este estudo, um dos mais completos sobre a reserva de mercado para as pessoas com deficiência, o professor procurou estudar a atual política brasileira de cotas para pessoas com deficiência nas empresas privadas não a partir do que ela deveria ser, segundo o comando legal, mas partindo do que ela vem sendo. O autor comparou os dados estatísticos da atual realidade com os discursos, ouvindo inclusive empregadores e empregados. Trata-se de um estudo interdisciplinar entre a Sociologia e o Direito, explicando, qualitativa e quantitativamente os resultados da atual política de cotas.

A partir do conceito legal da palavra “deficiência”, o autor questiona a busca por uma nomenclatura única, fazendo uma abordagem sobre as expressões frequentemente utilizadas em referência a este seguimento e questionando ainda os critérios judiciais de aferição da deficiência das pessoas.

No contexto do mundo atual, Josemar Araújo aborda as principais causas de deficiências, suas consequências, as barreiras sociais enfrentadas, contrapondo-se os conceitos de impedimento e desvantagem, chegando-se a uma exposição sobre a Lei Brasileira de acessibilidade e seus diplomas correlatos, contextualizando tudo isso com as imagens de heróis ou coitados que frequentemente se atribui aos deficientes.

A obra Contém ainda uma exposição detalhada do Artigo 93 da Lei 8.213 de 1991, explicando exemplificativamente como são calculadas as multas nos casos de não preenchimento de vagas por trabalhadores com deficiência nas empresas privadas obrigadas a fazê-lo. Posteriormente são apresentados os dispositivos legais que conferem às empresas não só a possibilidade como o dever de participar da qualificação profissional das pessoas com deficiência.

O autor procurou ainda identificar e expor as principais críticas à reserva legal de vagas para pessoas com deficiência nas empresas privadas, expondo dados qualitativos, mostrando que no tocante à Lei de Cotas, as empresas podem se comportar de pelo menos três maneiras diferentes. É neste mesmo sentido que Josemar Araújo relata situações reais nas quais a contratação da pessoa com deficiência tem como resultado preconceito, discriminação e baixa autoestima. O mais importante da inclusão, neste sentido, seria a atitude proativa da empresa, de modo que a contratação possa apresentar resultados verdadeiramente inclusivos para empresa e empregado com deficiência, sobretudo aqueles já qualificados e excluídos do mercado.

O autor fez uma profunda análise dos atuais resultados quantitativos do processo de inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, considerando os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados através da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) que representam dados oficiais e do Instituto Ethos de Responsabilidade Social, o qual juntamente com o IBOP Inteligência, divulgou no final do ano de 2010 a quinta edição da obra intitulada “perfil social, Racial e de Gênero das 500 maiores Empresas do Brasil e suas ações afirmativas”. Assim, Josemar Araújo realizou a comparação crítica entre as estatísticas governamentais e aquelas disponibilizadas pelas próprias empresas.

O livro é, seguramente, um dos mais completos trabalhos de pesquisa já lançados no Brasil sobre o tema, indispensável para estudiosos, recrutadores, empresários, sociólogos, juristas e para todos aqueles que de alguma forma se interessem pelo assunto.

 
Compre na Editora Livre Expressão
 
Compre na Livraria Saraiva
 
Compre na Livraria Cultura

Compre na Amazon

   
   
   
   

Poder Judiciário, Direitos Sociais e Racionalidade Jurídica:

  ARAÚJO, Josemar. Figueiredo; MELLO, Marcelo. Pereira. Cotas para Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho: Uma linha Tênue entre Preconceito e Falta de Qualificação,. In: LIMA, Fernando Rister de Sousa; PORT, Otávio Henrique Martins; OLIVEIRA, Rafael Sérgio Lima de.. (Org.) - 1ed.Rio de Janeiro: elsevier, 2010, v. , p. 293-310    
   

Capa do Livro: Poder Judiciário, Direitos Sociais e Racionalidade Jurídica

 

  A sociedade nesta última década sofreu rapidamente grandes transformações. Conceitos alteraram-se, tradicionais paradigmas foram rompidos. Nesse original ambiente social, o Poder Judiciário teria o papel de se transformar num pretenso salvador dos valores prometidos e não cumpridos pelo Estado Social.
Inseridos na Constituição Federal, os princípios do welfare state prometeram a implantação dos direitos sociais.

O repensar sobre esses temas aponta para uma abertura cognitiva condizente com os anseios do ambiente acadêmico e forense brasileiro, porquanto almeja resolver os novos clamores sociais, tão comuns nesta sociedade complexa e contingente. Uma busca árdua, mas irrenunciável e de grande apelo no cenário jurídico nacional, que hodiernamente não pode deixar de discutir temas ligados a Poder Judiciário, Direitos Sociais e Racionalidade Jurídica
.
 
Compre na Livraria Elsevier
 
Compre na Amazon
 
Compre na Livraria Saraiva
 
Compre na Livraria Cultura
 
Compre na Americanas.com
 
Compre no Submarino
   
   
   
    Ensaios sobre Educação, Psicologia e Direitos Humanos   ARAÚJO, Josemar. Figueiredo. Da coação à inclusão: preconceitos revigorados e frustrações inevitáveis,. Eder Ahmad Charaf Eddine; Juliana Ricarte Ferraro; Micheleni Marcia de Souza Moraes (Orgs.) - Jundiaí, Paco Editorial: 2016., p. 125.    
    Capa do Livro: Ensaios sobre Educação, Psicologia e Direitos Humanos  
Psicologia e Educação; A Psicologia educacional no Brasil: relatos historiográficos da primeira metade do século XX; Trabalho docente e suas interfaces: cultura, constituição de sujeitos e Pantanal; Quando o discurso performativo atravessa os caminhos da educação: refletindo sobre o ser e o fazer pedagógicos; A relevância do tutor a distância em ambientes de ensino/aprendizagem da educação a distância; Educação, Políticas Públicas e Direitos Humanos: Políticas públicas, educação infantil e direitos humanos; Da coação à inclusão: preconceitos revigorados e frustrações inevitáveis; Usos da ciência na produção de discursos sobre a homossexualidade: o lugar da educação científica; Fotografia, narrativa e direitos humanos; Cinema e direitos humanos como estratégias para a integração curricular.

ISBN: 9788546202294

Editora: Paco Editorial
Edição: 1ª Edição
Área: Educação
Idioma: Português
Ano de Publicação: 2016
Número de Páginas: 192
Acabamento: Brochura
Formato: 14x21cm
 
Compre na Paco Editora
 
Compre na Amazon
 
Compre na Livraria Saraiva
 
Compre na Cia. dos Livros
 
   
                                             
                                             
   
Compartilhar no facebook Josemar Araújo no Facebook Facebook Josemar Araújo - Currículo Lattes Currículo Lattes   Todos os direitos reservados.